PILATES OU TREINAMENTO DE FORÇA

Nas minhas avaliações, ouço frequentemente a pergunta:

O que é mais indicado:  Treinamento de Força ou Pilates

Ambos são importantes e para escolhermos o treinamento que melhor nos convêm.

Sugiro sempre uma avaliação Funcional e Postural e ouvir a indicação de um especialista ou conhecer as metodologias e optar conscientemente, segundo os objetivos de cada um.

O Pilates  e  o Treinamento de Força, tem metodologias e focos totalmente diferentes, por isso, é importante conhecer ambos antes de decidir se o seu caso pede um ou outro ou ambos.

PILATES

  • Pilates

    Movimentos globais que focam vários músculos simultaneamente.

  • Não garante hipertrofia
  • Não sobrecarrega as articulações
  • Definição muscular
  • O maior objetivo é a melhora da saúde
  • Utiliza o peso corporal e alguns equipamentos
  • Ativação permanente do CORE
  • Trabalha mais com os músculos estabilizadores e mais profundos do corpo
  • Favorece  os movimentos estruturantes do corpo, postura e estabilidade do corpo
  • Não trabalha com cargas.

 

Treinamento Funcional

TREINAMENTO DE FORÇA

  • Foca grandes grupos musculares isolados a cada exercício
  • Há maior possibilidade de hipertrofia muscular
  • Pode sobrecarregar algumas articulações
  • Massa muscular
  • Tem o objetivo direcionado para obtenção de força e resistência
  • Utiliza máquinas e pesos
  • Diferentes tempos e tipos de contração
  • Trabalha mais as grandes cadeias musculares, mobilizadores superficiais
  • Favorece os movimentos de grande amplitude
  • Trabalha com muitos níveis de carga

 

O Treinamento misto é muito indicado, quando não há patologias que impeçam. Ambas técnicas se complementam.

Segundo Alice Becker,“O PILATES é base para qualquer atividade física. A consciência corporal e a eficiência na execução dos movimentos que êle promove, podem ajudar na realização de um Treinamento de Força mais seguro com resultados mais eficientes.”

A maior vantagem de desenvolver um trabalho muscular por meio do Pilates é a possibilidade de trabalhar todos os músculos do corpo de maneira integrada, equilibrada, sem riscos de sobrecarga nas articulações e lesões.  Os equipamentos oferecem assistência aos movimentos, e isso facilita e acelera o aprendizado motor e o desenvolvimento da consciência corporal. Também é um facilitador para quem possui restrições de movimento.

O princípio do método é a contra resistência que também é encontrado no Treinamento de Força, mas saindo deste ponto em comum, cada modalidade segue caminhos independentes que vão se adaptar aos diferentes propósitos e necessidades de cada um.  Quem procura aumento de massa muscular rapidamente vai se frustrar no Pilates,

Quem busca no Pilates fortalecimento muscular, vai se surpreender com o aumento de flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora, alinhamento corporal, alinhamento, estabilidade articular, coordenação, propriocepção

bem estar.

A construção de um corpo saudável e resistente, menos suscetível a lesões e acidentes e com maior capacidade para execução de movimentos harmoniosos passa por músculos fortes e definidos.  Por este motivo, devemos buscar o fortalecimento muscular que trará benefícios para todo o organismo. Além de saúde, teremos de lucro a alegria de um corpo bonito e saudável, utilizando a metodologia que nos traz maior satisfação.

 

Prof. Renate Reuwsaat

Especialista em Ciências do Esporte

Especialista em Treinamento Desportivo

Certificada em Pilates pela Physicalmind

Formada em Pilates pela Polesar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *